fbpx

O final do ano é com certeza uma das épocas de maior consumo, o que significa que é um período de oportunidades para o empresário aumentar suas vendas, porém muita gente tem uma preocupação pertinente, “Será que se eu fizer uma campanha de fim de ano vou dar conta de atender toda a demanda que já aumenta significativamente nesta época?”. Pois é, é preciso cuidado para dimensionar a demanda e o estoque necessário para atende-la, assim como a equipe de vendas que geralmente já é maior nesta época do ano, porém, acreditamos que com um planejamento adequado é possível realizar campanhas publicitárias com intuito de gerar ainda mais vendas e preparar a estrutura para atender a demanda que provavelmente será maior.

Por outro lado, uma pesquisa do Serasa Experian apontou que o natal de 2014 teve uma retração de 1,7% em relação ao mesmo período de 2013, sendo o pior resultado para a época festiva desde 2003. Infelizmente, para 2015 as expectativas também não são muito favoráveis, uma vez que  desde o ano de 2014 o comércio desaqueceu e fatores como a alta inflação, alta do juros, alta do dólar, falta de confiança da categoria e desaceleração do mercado de trabalho fizeram a economia se retrair até que o país entrasse tecnicamente em recessão econômica. No ano de 2015, o comércio vem apresentando resultados negativos mês a mês, tendo em agosto deste ano, sua estimativa de crescimento revisada pela CNC (Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo) de -1.9% para -2.4%, e o comércio varejista registrando uma baixa de -2,2%, segundo o IBGE.

Com estas informações, fica fácil imaginar que salvo alguns setores que vão contra a maré da crise, as vendas da maioria dos empresários podem cair este ano, e para que isto não ocorra é necessário se planejar e apostar em uma campanha de natal para se destacar da concorrência e garantir um fim de ano mais feliz.

A dica é, estruture-se, invista, faça diferente, crie novas receitas e se destaque dos concorrentes, pois é em época de crise que você consegue se diferenciar e atingir um patamar elevado na percepção do consumidor, uma vez que seus concorrentes estão adormecidos pensando em maneiras de driblar a crise e com isto cria-se uma brecha a mais para a sua empresa se destacar.

Comece agora mesmo a planejar a sua campanha de natal, mas tenha cuidado para não deixar tudo pra última hora e correr o risco de anunciar de maneira ineficiente e desleixada.

Se engana quem acha que o processo de desenvolvimento de uma campanha é uma coisa simples e rápida, conheça algumas ideias para a sua campanha de natal:

Marketing de Conteúdo – Pode ser realizada nas redes sociais ou no blog da sua empresa, trata-se de oferecer conteúdo de qualidade para o seu cliente, seja sobre seus produtos, serviços ou informações do mesmo, vale lembrar, que é necessário produzir conteúdo de qualidade, à partir de pesquisas, entrevistas, seu conhecimento, e que acima de tudo este conteúdo deve ser original e ter alguma utilidade para o seu leitor, seja do ponto de vista da informação ou até mesmo do entretenimento, um bom design ajuda muito, mas mais do que isto é necessário dar visibilidade ao seu conteúdo através das ferramentas de marketing digital, como redes sociais, newsletters, links e anúncios patrocinados, entre outros.

Publicidade – É a maneira mais utilizada para dar visibilidade a uma oferta ou serviços. É a concepção das peças e da campanha publicitária que podem ser promocionais, intitucionais ou de âmbito informativo. No natal são muito comuns as campanhas promocionais com foco no produto ou serviço e na maioria das vezes apresentando uma condição diferenciada, porém pode se apostar em campanhas institucionais para se posicionar e ganhar um espaço na mente do consumidor, o que trará melhores resultados a longo prazo

São inúmeras as formas de se fazer publicidade, e o que você precisa ter em mente é que uma campanha bem elaborada leva no mínimo 1 mês para ficar pronta, e isto recebendo toda a atenção de uma agência especializada, desde o atendimento até a criação das peças e do conceito que irá compor a campanha, abaixo alguns exemplos das ferramentas que podem ser utilizadas para dar visibilidade a sua campanha e uma estimativa do tempo para desenvolve-las com a qualidade necessária:

Anúncios Digitais: É uma das formas que mais vem crescendo hoje em dia, são peças um pouco mais simples, pois não envolvem produção gráfica e por isto se tornam mais rápidas. Você pode gastar desde algumas horas até semanas para produzi-las, porém vai depender da sua ideia. Hoje em dia é muito fácil utilizar imagens de um banco de imagens e criar uma peça para o facebook, por exemplo, porém caso necessite de uma produção fotográfica ou audiovisual, esta história já muda. Prazo médio para concepção do conceito e da peça concluída: 1 semana

 Vídeos: Um VT de 30″, geralmente envolve uma produção de semanas. É necessário elaborar um roteiro, storyboard, verificar figurino, elenco, itens que serão necessários para a produção, além da pré e da pós produção, que também engloba alguns dias de trabalho. O prazo mínimo para a produção de um VT é de 30 dias.

Mídia Externa: São mídias de alto impacto e como são formatos maiores, também necessitam de um tempo para a produção gráfica. As mais comuns são outdoor, bussdoor e displays externos, o tempo de criação e produção podem variar de 2 a 3 semanas para ficarem prontas.

Impressos Gráficos: Assim como as mídias externas necessitam de tempo de produção, por isto o prazo também varia de 2 a 3 semanas para a criação e produção. Geralmente são impressos promocionais ou institucionais, como flyers e folders, porém também podem ser desenvolvidos cartazes, convites, banners, entre outros.

Email Marketing: Um e-mail marketing  planejado, simples e objetivo leva cerca de duas semanas para ser construído. Pode ser feito para divulgar serviços, produtos, promoções e manter contato com os clientes através da lista de contatos da empresa. Gerenciar esse tipo de campanha é um pouco mais complexo que apenas disparar os e-mails, ao final da ação é preciso analisar os resultados obtidos, como abertura do e-mail, visualização e cliques na campanha. Se você não tem um banco de dados de emails previamente construído e seja autorizado a disparar emails para estes contatos, nem pense em fazer email marketing, pois você pode ser classificado como spam, causando danos à sua imagem e lhe colocando nas blacklists dos clientes de email, o que poderá lhe causar alguns transtornos como seus emails pararem de chegar para as pessoas.

Campanhas de Palavras Chaves (Adwords): Pra se ter ideia, um trabalho bem feito no Google Adwords leva dias de planejamento e execução. Já o seu acompanhamento é feito durante meses, pois esse tipo de campanha é criada e segmentada com base no perfil do consumidor. Ela aparece para quem busca pelas palavras chave relacionadas ao produto que a empresa está oferecendo. Nessa época as pessoas costumam pesquisar os presentes na internet, e ter uma campanha já estruturada nesse formato é a certeza de sair na frente dos concorrentes.

Sites: Se a ideia é preparar o site da empresa para a campanha de fim de ano, o planejamento deve começar no mínimo dois meses antes. A estratégia usada nesse caso poderia ser o SEO, que é a otimização de sites para os buscadores. Esse tempo é necessário pois é necessário que o site siga as diretrizes do SEO, além de gerar conteúdo relevante na área de atuação da empresa a fim de facilitar a sua busca.

São muitas as ideias para realizar a campanha de natal, no entanto não é aconselhável simplesmente tentar qualquer uma. É preciso uma análise da realidade da sua empresa para encontrar a estratégia que mais se encaixa para sua marca.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja mais

Próximos posts:

otimização web para resultados positivos

Tendências Marketing Digital 2021

Você já sabe o que é tendência para o marketing publicitário em 2023? Como uma agência de publicidade e principalmente, uma empresa produtora de conteúdo,

× Conversar!