fbpx

As matrizes

Neste momento iremos mostrar como criar um plano de marketing para uma empresa utilizando duas poderosas ferramentas de análise que irão te auxiliar no momento de tomar qualquer decisão.

Matriz BCG:

É uma técnica simples utilizada para analisar o portfólio de produtos de uma empresa, nichos de atuação e unidades de negócio, tendo como base o ciclo de vida de cada produto.

Esta ferramenta de marketing foi criada nos anos 70 por Bruce Henderson com o objetivo de auxiliar o processo de tomada de decisão dos administradores.

A Matriz BCG é dividida em quatro quadrantes, que representam a combinação entre os índices de Marketing Share e crescimento no mercado. São nomeados e classificados da seguinte maneira:

ESTRELA (alto) – Este quadrante é destinado aos produtos que tem um maior volume de vendas, os mais procurados pelo consumidor, ou seja, os produtos que tem uma excelente participação no mercado. Geralmente estes produtos permanecem como estrela na época de seu lançamento e futuramente podem se tornar vacas leiteiras ou até mesmo abacaxi. Geralmente, os produtos Estrelas são os que exigem maior investimento em comunicação e marketing e por isto apesar do alto volume em vendas, muitas vezes podem não ser os mais rentáveis.

VACA LEITEIRA (baixo) – Neste quadrante se encaixam os produtos que tem uma boa participação de mercado, mas que não apresentam grande crescimento em seu Marketing Share. Os produtos vaca leiteira, em geral, são aqueles que sustentam uma empresa, pois trata-se de produtos já consolidados e que não exigem grande investimento em marketing e comunicação para atingir seus altos volumes de vendas.

EM QUESTIONAMENTO (baixo que pode se tornar alto) – Aqui é o lugar destinado aos produtos que apresentam um crescimento em um ritmo mais lento. São produtos que apesar de ter um crescimento nas suas vendas, ainda apresentam baixa participação no mercado quando comparado aos seus principais concorrentes. Estes produtos geralmente são lançamentos que ainda não emplacaram e têm chances de se tornar grandes estrelas no futuro ou conflituosos abacaxis para a empresa. Geralmente, exigem investimento em marketing e comunicação para ter bons resultados.

ABACAXI – É onde os produtos de menor expressão são colocados. O produto que tem pouca participação no mercado e não apresenta crescimento em suas vendas. Produtos nesse quadrante precisam ser muito questionados, e provavelmente substituídos por outros produtos mais atuais. Estes produtos um dia podem ter sido mais relevantes, mas com o passar do tempo acabou se tornando obsoleto, ou foi flanqueado por seus concorrentes e produtos substitutos. Para que o produto saia desta posição incômoda, é necessário um reposicionamento, relançamento ou mudanças em suas estratégias. Muitas vezes esses produtos são retirados de linha e substituídos por substitutos mais modernos e revitalizados, sem o desgaste que a marca do abacaxi muitas vezes pode carregar consigo.

O grande objetivo da Matriz BCG é visualizar qual o resultado que cada produto traz e ainda pode trazer para a empresa, conhecer e entender o ciclo de vida de cada produto e tomar medidas para melhorar a participação no mercado, principalmente nos produtos do quadrante “EM QUESTIONAMENTO”. Classificando o seu mix de produtos através da Matriz BCG, você deve adotar ações para otimizar e melhorar suas estratégias e até mesmo excluir uma série de produtos do seu mix, disponibilizando mais recursos para os produtos que realmente trazem benefícios e lucratividade para sua empresa.

Matriz ou Análise SWOT

SWOT é uma sigla que significa STRENGHTS (força), WEAKNESS (fraquezas), OPORTUNITIES (oportunidades) e THREATS (ameaças). Foi desenvolvida na década de 60 na Universidade de Stanford e rapidamente foi adotada por todas as principais empresas do mundo na formulação de suas estratégias.

As áreas são separadas entre análise interna (forças e fraquezas) e análise externa (oportunidades e ameaças). Além disso, também existe a visão dos elementos que ajudam (forças e oportunidades) e os que atrapalham (ameaças e fraquezas).

Sendo assim, a SWOT se torna um exercício completo de análise de ambiente, que deve ser aplicado em qualquer processo de planejamento estratégico.

O exercício para criar sua matriz SWOT consiste em levantar o maior número possível de itens para cada área.

Forças – São elementos internos que trazem benefícios ao seu negócio. São elementos que estão sobre o seu controle.

Exemplo:

1-União da sua equipe – Manter sistema de remuneração integrado;

2- Imóveis, equipamentos modernos, etc. – Capitalização barata;

3- Localização privilegiada – Focar em estratégias de marketing no local;

4- Relacionamentos estratégicos – Segmentar projetos para esse público que se tem acesso.

Fraquezas – São elementos internos que atrapalham o negócio. São características dentro do seu controle, mas não ajudam na realização da missão.

Exemplo:

1-Produto altamente perecível – Fazer uma precificação amigável à troca e retorno ao ponto de venda;

2- Matéria prima escassa – Mudar de matéria prima ou assumir um posicionamento de luxo;

3- Equipe pouco qualificada – Desenvolver produtos mais simples ou mudar o processo para aproveitá-los;

4-Tecnologia ultrapassada -Vender a estrutura para outras empresas;

O interessante é sempre buscar ações para mitigar essas fraquezas.

Oportunidades – São situações externas à empresa, que podem acontecer e afetar positivamente o negócio. Estão fora do controle da empresa, mas existe uma chance de acontecerem.

Exemplo:

1-Vai sair uma nova lei – Desenvolver um produto específico para atendê-la;

2-Vai sair um novo curso – Planejar para os funcionários terem acesso a ele;

3-Meu concorrente precisa de ajuda – Podemos fazer uma fusão ou aquisição;

4-Ter acesso a uma nova tecnologia – Planejar uma nova linha de produtos.

Ameaças – São situações externas à empresa que podem atrapalhar o negócio. Estão fora do controle da empresa, e existe a possibilidade de acontecerem.

Exemplo:

1 – Entrada de um concorrente internacional no mercado –Fazer contrato de longo prazo com fornecedores;

2- Pirataria dos seus produtos – estratégias para usar o marketing gratuito gerado;

3- Mudança na legislação do seu setor – Desenvolver um produto específico para atendê-la;

4 – Escassez de mão de obra – desenvolver um curso de capacitação próprio seu.

A criação da matriz ou análise SWOT é de suma importância para qualquer planejamento estratégico de sucesso, onde a partir destas análises você fica apto a criar um plano de ações coerente utilizando outra metodologia que citamos na 5º etapa, a “5w2h”, priorizando as ações mais viáveis e que podem trazer os melhores resultados a curto, médio e longo prazo.

E com isso finalizamos nosso tutorial de Como Elaborar um Plano de Marketing para uma Empresa. Nele você pôde acompanhar de uma maneira bem simples, todos os passos que levam a uma estratégia eficiente para conhecer melhor o seu negócio e guiá-lo rumo ao caminho do sucesso.

Agradecemos a todos que acompanharam o nosso tutorial e esperamos que este possa esclarecer suas dúvidas e agregar um pouco mais de conhecimento sobre marketing na sua carreira. Para mais informações entre em contato conosco pelo e-mail atendimento@ideiasblah.com.br ou marque uma visita35-3221-7635, estamos de portas abertas para atendê-lo.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja mais

Próximos posts:

otimização web para resultados positivos

Tendências Marketing Digital 2021

Você já sabe o que é tendência para o marketing publicitário em 2023? Como uma agência de publicidade e principalmente, uma empresa produtora de conteúdo,

× Conversar!